1ª Copa dos Campeões Candangos

26 de outubro de 2009

E o Ninho do Periquito, local onde nasceu o Bola Quadrada, reviveu seus dias de glória depois de quase 2 anos sem sediar uma partida de futebol de botão! Foi realizada no dia 25 de outubro de 2009, domingo, a 1ª Copa dos Campeões Candangos com Vidrilha!

Participaram do torneio as 9 equipes campeãs candangas de futebol profissional, mais o convidado CEUB, para completar 10 equipes. As 10 vagas para técnico foram preenchidas por convidados, tomando como critério para o convite a data mais antiga de estréia nos torneios do Ninho do Periquito.

A tabela foi montada com 2 grupos de 5, com as equipes distribuídas antes das contratações dos técnicos. Momentos antes do início do torneio, equipe por equipe foi anunciada. Se um único técnico tivesse interesse em dirigir a equipe, a contratação era feita. Caso mais de um técnico tivesse interesse, era iniciado um complexo processo de avaliação e o técnico era escolhido através de um sorteio.


Em pé: Marcus (Gama), Daniel (Sobradinho), Sylvio (CFZ-DF), Hamilton (Brasília), André (Brasiliense), Júnior (Guará)
Agachados: Pedro (CEUB), Iran (Tiradentes), Rafael (Rabello), Bruno (Taguatinga)

Um dos itens chave do regulamento do torneio era que TODOS os técnicos deveriam tomar pelo menos uma latinha de cerveja COMPLETA antes do início do torneio. No entanto, este importantíssimo ítem do regulamento não foi respeitado por todos. Como o diretor técnico já estava meio mais pra lá do que pra cá, acabou não fazendo cumprir o importantíssimo regulamento, o que causou alguns desequilíbrios óbvios nos confrontos. Era um tal de “eu sou menor de idade”, “eu tô tomando remédio”, “eu não bebo”, “eu não queeeeeeero”… tsc, tsc, tsc…

Bem, jogamos com dadinho e usamos uma regra baseada nas regras oficiais, mas com bastante relaxamento, pra deixar o jogo fluir mais.


O Ninho do Periquito volta a sediar um torneio de botão

Começados os confrontos, algumas superioridades já começaram a se desenhar, assim como alguns micos históricos. No grupo A o CFZ-DF começou trucidando seus primeiros dois adversários, metendo um 5×1 no Sobradinho e um 5×0 no CEUB. Depois relaxou e empatou em 1×1 com o Brasília e perdeu de 3×2 do Brasiliense. Esse mesmo Brasiliense começou sem grandes alardes, com duas vitórias sobre o Brasília (2×1) e sobre o Sobradinho (4×2), depois tropeçou contra o CEUB (1×2) e finalmente fechou a primeira fase com a vitória sobre o CFZ. No final, Brasiliense em primeiro e CFZ-DF em segundo, classificaram-se com louvor para as finais (principais). Os outros continuavam na luta por posições menos gloriosas, mas nem de longe menos importantes ;-)

Pelo grupo B, o Taguatinga começa arrasador, com duas sonoras vitórias sobre o Gama (6×2) e sobre o Guará (4×1), mas depois relaxou e empatou em 1×1 com o Rabello e em 3×3 com o Tiradentes. Já o Tiradentes, venceu os dois primeiros por 2×1 em cima do Guará e 4×1 em cima do Rabello, Empatou com o Taguatinga e cravou os 3 últimos pregos dos muitos já cravados no caixão do Gama. Ao final, Tiradentes em primeiro e Taguatinga em segundo classificados para as finais mais gloriosas.


A turma dos derrotados…

Enquanto isso, na Sala da Injustiça, os derrotados iam tentando se conformar, torcendo contra os times dos outros na transmissão do Brasileirão pela TV…

Muitos lances curiosos e divertidos aconteceram durante o torneio, como por exemplo a grande demonstração de perícia do técnico do Brasiliense, André, nesse movimento de extrema técnica, chamado de “dedinho reverso”, que pode ser visto na foto acima. Crianças, não tentem fazer em casa!

Num lance do jogo do Tiradentes contra o CFZ-DF, que terminaria em 3×2 para o CFZ, depois de um chutasso do Tiradentes, a bola foi rasteira em direção ao gol, bateu na trave e seguiu caprichosamente girando por sobre a linha de gol, mas se negando a entrar, vagarosamente, para desespero dos dois técnicos, cada um soprando de um lado. Finalmente, já do outro lado, quase tocando na outra trave, o dadinho perde força de giro e para zombeteiro a 2mm da linha de gol… para dentro. Explosão de euforia do Tiradentes e da torcida atônita :-)


CEUB e Rabello se enfrentam pelas semi-finais de 5º a 8º. Terminou 1×0 para o Rabello.

Nas semi-finais, Brasília e Rabello se classificaram em cima de Guará e CEUB, respectivamente, para a disputa do 5º lugar. Taguatinga e CFZ-DF se classificaram sobre o Brasiliense e o Tiradentes, respectivamente, para a disputa do sonhado e histórico título. Enquanto isso, os técnicos de Gama e Sobradinho, os últimos em seus grupos, assistiam invejosos aos jogos, pensando que… bem, acho que nenhum dos dois encontrou alguma solução para suas performances…

Nas finais, em um jogo emocionante, cheio de alternativas, o Gama conquistou um grande nono lugar, ao empatar com o Sobradinho em 2×2 no tempo regulamentar e vencer a prorrogação por 1×0, mesmo com TODA a torcida contra. O Guará conquistou a sétima colocação vencendo de forma convincente o CEUB por 4×1. O Brasília e o Rabello fizeram um jogo sensacional, cheio de grandes lances, que terminou empatado em 4×4 no tempo regulamentar e vencido pelo Rabello na prorrogação, por 1×0, resultado que lhe deu a quinta colocação. O Brasiliense destroçou uma das sensações do primeiro turno, o Tiradentes, numa vitória acaxapante por 5×1. Um arrombado, o técnico!


CFZ-DF e Taguatinga se enfrentam na grande final

Na grande final, CFZ-DF e Taguatinga fizeram um jogo tenso como qualquer grande final, com os técnicos se estudando, jogando com cautela. O CFZ abriu vantagem de 2×0 e então administrou o resultado para conquistar o primeiro título da Copa dos Campeões Cangandos e levar para casa o grande prêmio, um becão do Brasiliense Futebol Clube.


O técnico Bruno (à esquerda), do Taguatinga, 2º colocado, entrega o prêmio ao técnico Sylvio, do campeão CFZ-DF, o primeiro campeão da Copa dos Campeões Candangos

Depois de terminado o torneio, todos estavam felizes, sendo o resultado o menos importante. Foi uma tarde sensacional, divertidíssima, de muito futebol de botão, muita conversa fiada, muito besteirol. O sucesso das vidrilhas e do formato do torneio (inspirado nos da BFA) foi unânime. Novos encontros deverão acontecer, com certeza!

Tabela completa do torneio »

Aí abaixo muitas imagens dos jogos…

clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar clique para ampliar

14 comentários para “1ª Copa dos Campeões Candangos”

  1. Zamorim disse:

    Agora o chororô… reparem que tanto o Gama, quanto o Sobradinho, fizeram na primeira fase, em seus respectivos gurpos, mais gols que os 3ºs e 4ºs colocados. O problema foram os goleiros sem-vergonhas. Grandes injustiças que só o futebol pode nos proporcionar!

    Sei não, mas isso tá com cheiro de mala preta. É preciso investigar esses goleiros…

  2. José Ricardo Caldas e Almeida disse:

    Marcus Amorim,

    Não sei se o amigo sabe mas teve um tempo que fiz uma baita de uma pesquisa da história do futebol brasiliense, desde 1959 até os dias de hoje. Por isso, tenho a informar ao amigo que, apesar do escudo ter as cores completamente diferentes, o uniforme do Rabello (com dois eles) era preto e branco, igual ao do glorioso Botafogo ou Atlético Mineiro.

  3. Zamorim disse:

    Grande Zé Ricardo. Eu devia ter pensado em recorrer a você para montar essas equipes ;-)

    A ÚNICA informação que encontrei sobre o Rabello na internet dizia que a camisa era vermelha e o calção amarelo. Tsc, tsc.

    Vou ver se corrijo…

    E os outros, estão ok?

  4. Acir Júnior disse:

    Marcus,

    ESPETACULAR esta iniciativa que promover torneios “amigosos” (como chamamos por aqui) utilizando botões de vidrilha.

    Os botões ficaram lindos.

    No mês que vem, também estarei me aventurando na produção deste tipo de botão.

    Quem sabe, consigo reunir um pessoal para um torneio parecido.

    Parabéns.

    Acir Júnior
    Goiânia-GO

  5. Zamorim disse:

    Valeu, Acir!
    Manda ver aí, que garanto que a diversão é grande, tanto na confecção dos times, quanto na hora do vamo-ver ;-)

  6. Bruno disse:

    Torneio sensacional, Marcus! No próximo o Taguatinga se vingará!
    Somente faço 2 sugestões:
    1- fazermos artilharia por botão, com 1 técnico que folgue na rodada marcando o nº de cada botão que fizer gol…
    2- que o fabricante ao final do torneio doe as equipes produzidas aos respectivos técnicos..
    Abração,
    Bruno.

  7. Zamorim disse:

    Bruno, sugestão 1 aprovada!
    Sugestão 2 totalmente rejeitada!

    O torneio foi massa! Já estou com todas as artes dos escudos dos campeões brasileiros prontas para o próximo evento deste tipo, a Super Copa dos Campeões Brasileiros ;-)

  8. Marcelo disse:

    Fala Marcus e galera!! Gostei da inciativa e parece que o clima foi ótimo durante a disputa, parabéns!!! só assim conseguimos rever (imagens) os amigos (botonistas) sumidões do BQ (Sylvio, Daniel, Pedro, Júnior, Irã, Rafael) e parece que o Sylvio tá mandando ver hein!!! Marcus, vc vai fazer outro torneio? se for, gostaria de participar, pois jogar descontraidamente e tomando uma geladinha (hummmmmmmmmmm!!!!) é uma terapia que estou precisando, já que, a seriedade (competitividade, profissionalismo) do Dadinho, vou deixar para as competições oficiais (brasileiro, brasiliense, centro-sul e internos do BQ), pq não posso negar, sou apaixonado por jogar futebol de botão, independente do tipo (estilo).
    Grande abraço, PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!

    MARCELO

  9. Carlos Maciel disse:

    Fala MArcus!!, muito legal essa iniciativa de torneio, apesar de ser novato e não ter conhecido os “tempos românticos” do futmesa de vocês, com certeza deve ter sido bem descontraído esse dia, tenho alguns times antigos desse tipo, não sei ao certo se são de vidrilha (palmeiras, são paulo, fluminense, coritiba, santa cruz e peñarol) depois posso te mostrar. Se não for ousadia, gostaria de participar de um torneio assim também, e aqui vai uma sugestão, uma super copa de campeões da libertadores…, abraço, Carlos Maciel.

  10. Mauricio Botelho disse:

    Amigos do BQ!!!!

    Torneio sensacional! Grande idéia!

    Se estivesse em BSB certamente participaria.

    COntem comigo para o próximo ano.

    Abração, Mauricio.

  11. Gilson disse:

    Caros amigos,

    O Rabello era mesmo alvinegro, de uniforme listrado na vertical.

    Vermelho e amarelo era o logotipo da CONSTRUTORA Rabello. Aliás, esse escudinho aí com o trator é da empresa, não do clube.

    O Rabello nem usava escudo no uniforme, mas as bandeirinhas tinham escudo igual ao do Atlético Mineiro, só que invertido (fundo branco e letras negras, o contrário do escudo do Galo). O Marco Rabello, dono da Construtora Rabello, era mineiro – e provavelmente atleticano.

    Outro que imitava clube grande era o Guanabara. Jogava com uniforme idêntico ao Fla.O escudo também era igualzinho, só que as letras – AAG – não eram entremeadas como a do Mengão, era uma do lado da outra, só, e a fonte era bem retona e comprida, acompanhava o quadrado.

    O futebol brasiliense nessa época era semi-profissional, era divertido…

    abraços,

  12. luciano martins disse:

    moro em goiania e sou apaixonado por futebol de botao gostaria de jogar com voceis de ves quando vou em brasilia meu irmao mora ma m norte, tenho meus times e sempre quero comprar espero contato.

  13. Zamorim disse:

    Caro Luciano, em Brasília a opção para jogar com dadinho é o Bola Quadrada (http://bolaquadrada.com). Jogamos todas as quintas, a partir das 19:30. Quando vier, aparece por lá. Será muito bem vindo!

  14. Pessoal, fiquei morrendo de inveja. Em qual estado vocês estão? Aceitam jogadores de outros estados?
    Eu e meu pai estamos com falta de opções de adversários de vidrilha por aqui em Belo Horizonte.
    Grande abraço a todos.

Deixe um comentário


Marcadores

1930 1934 1938 1942 1943 1944 1953 1954 1955 1958 1961 1962 1963 1966 1970 1974 1976 1980 1981 1982 1983 1987 2008 2009 Ajax Alemanha Argentina Argélia Arsenal Atlético Madrid Atlético Mineiro Atlético Paranaense Austrália Bahia Bangú Barcelona Bayern Boca Jr. Bola Quadrada Botafogo Botões Bragantino Brasil Brasiliense Brasiliense 2009 Brasília Camarões Campeões Brasileiros Campeões Candangos Campeões mundiais Campineira Ceará Ceilândia CEUB CFZ-DF CFZ/DF Chile Coenge Colo-Colo Colombo Copa 2010 Coritiba Coréia do Norte Coréia do Sul Cosmos Costa do Marfim Criciúma Cruzeiro Cruzeiro do Sul CSKA Defelê Dinamarca Equipes inesquecíveis Escudos Eslovária Eslovênia Espanha Esperança Estados Unidos F-Arte Fenerbahce Fiasco FIFA Figueirense Fiorentina Flamengo Fluminense França Futebol Gama Gana Goleiros Grécia Grêmio Grêmio Brasiliense Grêmio futmesa Guará Hertha Berlin Holanda Honduras Hungria Ibis Inglaterra Interestadual Internacional Internazionale Ipatinga Itália Japão Jogões Juventus Legião Libertadores Malutron Manto Sagrado Mengão 81 Mesas Milan México Nigéria Nova Zelândia Novorizontino Obina Palmeiras Paraguai Paraná Payssandu Periquito Piloto Pioneira Ponte Preta Portugal PSV Rabello Real Madrid River Plate Roma Sampaio Correa Santos Schalke 04 Seleção Seleção Brasileira Senta a Púa Serviço Gráfico Sobradinho Sporting Suíça São Caetano Sérvia Taguatinga Tiradentes Torneio Dadinho Torneio do Terraço Traves UEFA Uruguai Usinagem Valência Vasco vidrilha Vidrilhas Vila Nova Volta Redonda Werder Bremen Zamorim F.B. África do Sul

Parceiros

eXTReMe Tracker