Piloto e Cruzeiro – DF

18 de junho de 2011

A seguir, os distintivos de mais dois clubes dos primórdios do futebol brasiliense, quando nem registros decentes eram feitos sobre os clubes. Estou pegando carona na pesquisa do Zé Ricardo e recuperando alguns dos distintivos daquela época, para, obviamente, usar em meus (futuros) times de botão.

Piloto Atlético Clube

O Piloto Atlético Clube foi fundado em 1967 e se filiou à Federação Desportiva de Brasília em 1969. Apesar de já ter surgido na era do profissionalismo, só disputou torneios amadores. Disputou os campeonatos de 69 a 72 e se desfiliou da Federação em 1973.

A história “completa” »


Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro Esporte Clube foi criado em 1976 com o nome de Flamengo Esporte Clube (distintivo de baixo), na cidade satélite do Cruzeiro. O nome foi dado pois a diretoria achava que ele traria mais visibilitade ao clube em todo o DF. Porém foi utilizado durante apenas 2 turnos do Campeonato Metropolitano daquele ano. No terceiro turno já se apresentou com o nome “definitivo” de Cruzeiro Esporte Clube. A mudança foi feita principalmente por solicitação da Federação Metropolitana de Futebol, que gostaria que cada cidade satélite tivesse um representante com seu nome no futebol do DF.

A vida do time foi curta. Ficou na última colocação do Campeonato Metropolitano de 1976, com 1 vitória, 2 empates e 11 derrotas. Em 1977 nem chegou a participar do campeonato oficial, por problemas na administração e acabou encerrando suas atividades em 1978.

A história “completa” »


Grandes artilheiros

19 de agosto de 2010

Abaixo vão as imagens exclusivas dos últimos craques formados no CT da Toca dos Leões. Já estrearam há bastante tempo, mas ainda não tinham sido apresentados ao grande público ;-) Todos esses botões formaram uma equipe mista, que foi colocada em campo no Bola Quadrada, depois que as equipes “oficiais” começaram com frescura para jogar. Um equipe que jogou muito, obteve excelentes resultados por algum tempo, mas como parece ser a tradição na Toca dos Leões, do mesmo modo como apareceu, parou de jogar.

Este acima é o Dimba, cracasso que veste a camisa do Sobradinho, time do DF que revelou o craque dos gramados reais. Um botão de ataque matador, que faz gols a torto e a direito. Gols, não, GOLAAAAAAÇOS. A grande referência do time, hoje anda meio estrela, então foi colocado no banco. Junto com toda a equipe, diga-se de passagem.

Outro que já nasceu craque é o Nilton Santos, aí acima. Esse botão do Botafogo ficou lindão. Como tem um tamanho um pouco maior que meus atacantes, mas não tão grande quanto os zagueiros, foi escalado na lateral e, claro, sendo do Botafogo, só poderia encarnar o Nilton Santos ;-) Joga muito, liga muito bem o ataque a também faz seus golaços. Tô pensando em fazer um time todo assim, com o Botafogo daqueles tempos.

O Zizinho é o Zizinho. Já tem mais tempo que os outros, faz parte da equipe oficial do Mengão que conquistou o primeiro tri-carioca para o Mais Querido, mas vai publicado aqui porque eu gostei da foto ;-)

Bem, esse muita gente não vai reconhecer assim de primeira, mas é o grande Fio Maravilha, que jogou no CEUB de Brasília na década de 70 :-) O botão, como sempre, encarna o craque. Neste caso, um craque “folclórico”, daqueles que hora é perna de pau, hora é genial. Este botão não é diferente. Em seus momentos de perna de pau, adora parar antes de chegar à bola, mas isso já está sendo trabalhado com o pscicólogo do CT. Esse problema pode decorrer do fato de ele ter que jogar na lateral direita, já que no ataque de sonhos formado por Pelé, Reinaldo, Zico (Mengão 81), Leônidas (Manto Sagrado) e Dimba, nunca vai ter lugar.

E finalmente temos duas duplas de peso aí em cima!

À esquerda estão Garrincha e Tostão. São reservas de luxo, porque são botões um pouco menores do que costumo usar, mas quando entram detonam. Esses botões são protótipos para um projeto que tenho de um time formado pelos maiores ídolos de cada um dos 12 maiores clubes do Brasil. Originalmente pensei em fazer em acrílico transparente, mas talvez com botões nas cores das equipes dos craques também fique bacana.

À direita estão os alvi-negros Reinaldo, do Galo, e Pelé, do Peixe. Titulares indiscutíveis da equipe. Jogam os dois pelas pontas. Reinaldo pela direita e Pelé pela esquerda. Alucinam em campo! Outro projeto que nasceu depois de todos esses alvi-negros apresentados aqui é um time só com botões alvi-negros, mas cada um de um time diferente. Os primeiros já estão aí.

Por enquanto é só. Esta é uma pequena leva de botões que fiz no primeiro semestre deste ano, numa das raras oportunidades que surgiram para isso, quando aproveitei para fazer algumas experiências, com restos de botões, que sobraram da confecção de outros times. Todos esses que são pretos em cima e brancos em baixo, por exemplo, vieram de erros na confecção a Alemanha. Os dois azul e branco, fiz de botões da França, que tive que refazer, porque deram problema na resina. Dos erros, vai crescendo a minha coleção ;-)

Mais imagens desses e de outros craques, na galeria de fotos…

Cruzeiro de 1966 a 1976

15 de agosto de 2009

Atualizado em 15/8/2009

Já está no CT da Toca dos Leões, à disposição da diretoria para entrar em campo, o timaço do Cruzeiro de Tostão e Palinha! A equipe já está pronta há algum tempo, mas ainda não teve a oportunidade de entrar em campo. Assim que o Santos de Pelé e o Botafogo de Garrincha estiverem prontos, pode ser que role um quadrandular histórico entre essas 3 e mais o Mengo de Zico, Leandro e Júnior ;-)

Cruzeiro E.C.
Campeão da Taça Brasil e da Libertadores
1966 a 1976


Clique para ampliar

Sempre tive uma simpatia pelo Cruzeiro e sempre quis fazer o “Cruzeiro de Tostão”, que fez frente a ao Santos de Pelé, o qual derrotou por 6×2 na final da Taça Brasil de 66. Só que também houve o “Cruzeiro de Palhinha”, equipe oriunda do mesmo trabalho que iniciou na década de 60 e culminou com a conquista da Taça Libertadores da América em 1976. Resolvi, então, fazer uma seleção daquelas duas equipes, que, acho, ficou um timaço. Por favor, desculpem possíveis aberrações na escalação ou numeração das camisas, mas não sou nenhum expert. Podem corrigir à vontade ;-)

A escalação do Cruzeiro de 66 era: Raul; Pedro Paulo, William, Procópio e Neco; Piazza e Dirceu Lopes; Evaldo, Natal, Tostão e Hilton Oliveira. A do Cruzeiro de 76 era: Raul; Nelinho, Morais, Darci Menezes e Vanderlei; Zé Carlos, Piazza e Eduardo; Jairzinho, Palhinha e Joãozinho.

Minha seleção ficou assim: Raul 1; Nelinho 2, Morais 3, Procóprio 4 e Neco 6; Piazza 5 e Dirceu Lopes 8; Jairzinho 7, Tostão 9, Palhinha 10 e Hilton Oliveira 11. Reservas: Evaldo 14, Natal 15, Eduardo 16, Joãozinho 17, Darci Menezes 18.

Esse tem todos os botões com 55mm de diâmetro, 5mm de altura, bainha 17º e liso embaixo.

Arquivo para impressão »



Marcadores

1930 1934 1938 1942 1943 1944 1953 1954 1955 1958 1961 1962 1963 1966 1970 1974 1976 1980 1981 1982 1983 1987 2008 2009 Ajax Alemanha Argentina Argélia Arsenal Atlético Madrid Atlético Mineiro Atlético Paranaense Austrália Bahia Bangú Barcelona Bayern Boca Jr. Bola Quadrada Botafogo Botões Bragantino Brasil Brasiliense Brasiliense 2009 Brasília Camarões Campeões Brasileiros Campeões Candangos Campeões mundiais Campineira Ceará Ceilândia CEUB CFZ-DF CFZ/DF Chile Coenge Colo-Colo Colombo Copa 2010 Coritiba Coréia do Norte Coréia do Sul Cosmos Costa do Marfim Criciúma Cruzeiro Cruzeiro do Sul CSKA Defelê Dinamarca Equipes inesquecíveis Escudos Eslovária Eslovênia Espanha Esperança Estados Unidos F-Arte Fenerbahce Fiasco FIFA Figueirense Fiorentina Flamengo Fluminense França Futebol Gama Gana Goleiros Grécia Grêmio Grêmio Brasiliense Grêmio futmesa Guará Hertha Berlin Holanda Honduras Hungria Ibis Inglaterra Interestadual Internacional Internazionale Ipatinga Itália Japão Jogões Juventus Legião Libertadores Malutron Manto Sagrado Mengão 81 Mesas Milan México Nigéria Nova Zelândia Novorizontino Obina Palmeiras Paraguai Paraná Payssandu Periquito Piloto Pioneira Ponte Preta Portugal PSV Rabello Real Madrid River Plate Roma Sampaio Correa Santos Schalke 04 Seleção Seleção Brasileira Senta a Púa Serviço Gráfico Sobradinho Sporting Suíça São Caetano Sérvia Taguatinga Tiradentes Torneio Dadinho Torneio do Terraço Traves UEFA Uruguai Usinagem Valência Vasco vidrilha Vidrilhas Vila Nova Volta Redonda Werder Bremen Zamorim F.B. África do Sul

Parceiros

eXTReMe Tracker