Mesas de lá…

16 de outubro de 2008

Ontem recebi as primeiras fotos de mesas confeccionadas a partir do meu passo a passo :-) O construtor é o Marcos Soares


Clique para ampliar



Muito bacana ver que a informação foi passada com sucesso e, melhor ainda, aproveitada! Uma coisa interessante é que essa mesa foi feita para a modalidade gaúcha, que normalmente utiliza mesas de compensado encerado. Fiquei sabendo que em Minas estão usando oficialmente mesas com esse mesmo tipo de acabamento (áspero, sem cera) para a modalidade 3 toques, que também costuma usar as mesas enceradas.

Só não sei qual a melhor opção. A mesa áspera tem a vantagem de não precisar encerar sempre, basta uma limpada. Porém, com o tempo fica lisa e perde o deslize. Contra o senso comum, mas é verdade. Mas nada impede que a partir daí receba uma cerinha, pra prolongar a vida.

E vamos jogar botão ;-)

Construindo uma mesa

29 de julho de 2008

Material necessário

  • 1 garrafa de 2 litros (refrigerante, por exemplo);
  • 1 bisnaga de corante Xadrez;
  • cola branca para madeira;
  • 1 caneta de tinta permanente preta;
  • 1 rolo para pintura de espuma;
  • 1 cuba para pintura;
  • 1 rolo de fita crepe para pintura;
  • 1 chapa de madeira aglomerada de 15mm nas dimensões finais do campo;
  • 1 folha grande de EVA de 1mm;
  • 1 fita adesiva dupla face;
  • 1 cantoneira de alumínio de 1,5 x 3cm;
  • 40 parafusos de 1cm (para aglomerado);

Obs. 1: A cor do corante Xadrez é ao gosto do freguês. Normalmente usamos o verde, por razões óbvias, mas já fiz uma mesa vermelha, que agradou e já vi uma azul muito bonita!

Obs. 2: Uso caneta preta para a marcação, porque dá maior destaque com qualquer cor de tinta. Já procurei uma caneta branca, mas não encontrei nenhuma que prestasse. Me indicaram a Compactor Maxx Metalic, mas nunca testei.

Obs. 3: A fita crepe deve ser fita para pintura, que não gruda muito. Caso contrário você poderá retirar a tinta, ou até mesmo uma lasca do aglomerado ao retirá-la. Você acha nas lojas de tintas.

Obs. 4: A madeira ideal para as regras 3 toques, 12 toques, dadinho e pastilha é o aglomerado. Aqui em Brasília, uma chapa nova, com 1,83m x 2,70m custa em torno de R$85,00. Uma boa opção é comprar a “capa de aglomerado”. As capas são chapas que vem envolvendo as pilhas de chapas de MDF. Normalmente estão sujas de um lado e limpas do outro. É preciso escolher, na madeireira. Aqui em Brasília uma chapa sai por R$30,00. Como o aglomerado está ficando escasso no mercado, muita gente está usando o MDF. O inconveniente é que o MDF é bem mais caro e bem mais pesado que o aglomerado. Além disso, já testei esse processo de pintura com MDF e não ficou bom. Não sei se pelo processo em si ou se pelo fato de a chapa que usei já estar usada e, conseqüentemente, com gordura acumulada pelas diversas partidas de futebol de mesa já realizadas ;-)

Obs. 5: Faço as bordas do campo com cantoneira de alumínio, porque foi a maneira que encontrei. Podem ser feitas também com madeira com com a “fita” de alumínio, como usadas nas mesas oficiais. A cantoneira é a que dá mais trabalho, mas utilizei porque não tenho espaço ideal para manter a chapa perfeitamente nivelada para prender a fita de alumínio.

Preparando a tinta

Na garrafa de 2 litros, jogue 2 dedos de cola branca, depois despeje o conteúdo de uma bisnaga de corante Xadrez na cor desejada para o campo e complete com água. Misture bem!

Preparando a tábua

Corte a chapa de aglomerado nas dimensões finais do campo. As medidas padrão encontradas por aí são 183 x 122cm para as oficiais, 150 x 100cm para as médias e 120 x 80cm para as pequenas.

Para arredondar os cantos, use um disco com 16cm de diâmetro aproximadamente e trace os quartos de circunferência nas quintas da chapa. Faço um corte aproximado com serra tico-tico e depois faço o acabamento final com uma lixadeira de mão.

Limpe a superfície da tábua com um pano levemente umedecido. NUNCA lixe a tábua, nem antes, nem depois da pintura.

Pintando a mesa

Primeiramente trace todas as marcações do campo com um lápis. Isso é feito antes para evitar sujar ou arranhar a pintura depois de feita, além de permitir correções em caso de erro. Depois da pintura, as marcas ainda serão perfeitamente visíveis para se fazer o traçado definitivo. Fiz um gabarito em acrílico para mim, para fazer as marcações das áreas e dos círculos, mas também é possível marcar tudo com régua e esquadro. Os círculos você pode traçar com compasso que aceite adaptar a caneta ou arranjando um prato no diâmetro desejado. As medidas oficiais podem ser encontradas nas regras oficiais das diversas modalidades. Sugiro uma olhada na página de regras do site Futebol de Mesa News.

As medidas utilizadas para as modalidades 12 toques (paulista), dadinho e pastilha (são as mesmas) são as seguintes:

Largura da mesa 124cm
Comprimento da mesa 184cm
Grande área 30 x 60cm
Pequena área 11 x 30cm
Círculo central 16cm (raio)
Meia lua 16cm (raio com centro na marca penal)
Quarto de círculo de escanteio 3cm (raio)
Marca penal 20,5cm (distância ao gol)
Pista lateral 8cm
Pista de fundo 10cm

Depois de feitas as marcações, apague com borracha qualquer marca auxiliar que tenha sido feita para auxiliar no traçado.




Agora vamos à pintura. Despeje um pouco da tinta preparada na cuba para pintura e molhe o rolo. Esprema bem para tirar todo o excesso de tinta. Agora passe o rolo sobre a superfície da madeira. Minha sugestão é que passe o rolo sempre na mesma direção em que serão feitas as faixas do campo, se for o caso. Isso, porque é muito difícil que a pintura fique uniforme. Principalmente no início, é comum ficarem listras com cores em tonalidades diferentes. As faixas do campo ajudam a disfarçar as manchas. A pintura também pode ser feita com pistola, o que daria um acabamento mais perfeito, mas nunca tentei.

Aplique 2 demãos de tinta no campo inteiro. Depois de secar bem (é rápido, dependendo da umidade do ar), delimite com fita crepe as faixas que deverão ficar mais escuras e passe mais 2 demãos sobre elas. Isso é o suficiente para as faixas, não sendo necessária a preparação de tonalidades diferentes de tinta.

Não exagere na quantidade de tinta. Quanto menos demãos, melhor ficará o deslize da mesa.

Se quiser fazer as pistas externas ao campo (laterais e fundos) de cor diferente, antes de pintar, delimite estas áreas com fita crepe, e pinte primeiro essas pistas. Duas demãos são suficientes. Depois delimite ao contrário, o campo de jogo e proceda com a pintura como descrita acima. Eu, particularmente, gosto muito do visual com as pistas laterais em outra cor.

Depois que a tinta seca, a superfície fica áspera, como deve ser o campo para as modalidades 12 toques, dadinho e pastilha. Apesar do que podemos intuir no início, os botões deslizam muito bem assim. A mesa não deve ser lixada nem antes nem depois de pintada. O único tratamento a ser feito depois é limpar com jornal ou papel toalha secos. NADA DE CERA.

Agora proceda à marcação definitiva da mesa, com a caneta de tinta permanente, usando como guias as marcações feitas anteriormente a lápis.

Fixando a lateral


A parte mais chata da construção é a fixação das bordas de alumínio. Primeiramente é preciso preparar as cantoneiras. Calcule o comprimento necessário para uma tira que vá de trás de um gol até o outro. Você vai precisar de dois pedaços com esse tamanho. Depois é preciso marcar os trechos que ficarão curvos, nos cantos da mesa. Nesses trechos, você precisará serrar fora a parte que fica para baixo, de modo a sobrar somente a lateral. É isso que permitirá fazer sem mais esforço a curvatura da cantoneira. Em seguida deve-se fazer os furos para os parafusos, na parte da cantoneira com 1,5cm. A de 3cm será a lateral. Sugiro uma distância de 15cm entre cada furo.

Segue a tabela que utilizo:

Campo Comprimento Corte 1 Corte 2 Parafusos
183 x 122cm 298cm 52 a 66cm 232 a 246cm 40
150 x 100cm 243cm 41 a 55cm 188 a 202cm 30
120 x 80cm 193cm 31 a 45cm 148 a 162cm 22



Depois de fixada a lateral, forro por dentro com EVA, colado com fita dupla face. Aliás, a fita dupla face é pau pra toda obra ;-) Primeiro, cole uma tira de fita dupla face (quanto mais larga, menos trabalho) na folha de EVA. Depois, com uma régua de aço e um estilete bem afiado, corte tiras com aproximadamente 1cm de largura. Agora basta tirar a proteção da fita e colar as tiras na parte interna da lateral do campo. Ao colar, mantenha sempre a tira bem encostada na superfície do campo, porque se ficar afastada, o botão baterá no alumínio por baixo e sua proteção não terá serventia.

Limpeza e manutenção

Pronto, sua novíssima e profissional mesa está pronta para os clássicos. Antes de cada jogo, passe uma folha de papel toalha, jornal ou perfex, sempre secos e limpos. Nunca use cera, talco ou lixas no seu campo. Ele é bom assim, áspero. No início ainda soltará um pouco de pó da tinta, mas depois de alguns jogos estará no ponto.

Para quardar a mesa, o ideal é que seja encostada em uma parede plana, deitada sobre seu lado mais comprido, com toda a lateral encostada igualmente sobre a parede, para evitar enpenos. Sempre deixa a parte pintada virada para fora, para não forçar a lateral do campo. É aconselhável comprar uma capa de napa para protegê-lo da poeira.

Mais imagens do processo »

ATUALIZAÇÃO: Foram recebidas as primeiras fotos de uma mesa construída a partir deste tutorial.


Marcadores

1930 1934 1938 1942 1943 1944 1953 1954 1955 1958 1961 1962 1963 1966 1970 1974 1976 1980 1981 1982 1983 1987 2008 2009 Ajax Alemanha Argentina Argélia Arsenal Atlético Madrid Atlético Mineiro Atlético Paranaense Austrália Bahia Bangú Barcelona Bayern Boca Jr. Bola Quadrada Botafogo Botões Bragantino Brasil Brasiliense Brasiliense 2009 Brasília Camarões Campeões Brasileiros Campeões Candangos Campeões mundiais Campineira Ceará Ceilândia CEUB CFZ-DF CFZ/DF Chile Coenge Colo-Colo Colombo Copa 2010 Coritiba Coréia do Norte Coréia do Sul Cosmos Costa do Marfim Criciúma Cruzeiro Cruzeiro do Sul CSKA Defelê Dinamarca Equipes inesquecíveis Escudos Eslovária Eslovênia Espanha Esperança Estados Unidos F-Arte Fenerbahce Fiasco FIFA Figueirense Fiorentina Flamengo Fluminense França Futebol Gama Gana Goleiros Grécia Grêmio Grêmio Brasiliense Grêmio futmesa Guará Hertha Berlin Holanda Honduras Hungria Ibis Inglaterra Interestadual Internacional Internazionale Ipatinga Itália Japão Jogões Juventus Legião Libertadores Malutron Manto Sagrado Mengão 81 Mesas Milan México Nigéria Nova Zelândia Novorizontino Obina Palmeiras Paraguai Paraná Payssandu Periquito Piloto Pioneira Ponte Preta Portugal PSV Rabello Real Madrid River Plate Roma Sampaio Correa Santos Schalke 04 Seleção Seleção Brasileira Senta a Púa Serviço Gráfico Sobradinho Sporting Suíça São Caetano Sérvia Taguatinga Tiradentes Torneio Dadinho Torneio do Terraço Traves UEFA Uruguai Usinagem Valência Vasco vidrilha Vidrilhas Vila Nova Volta Redonda Werder Bremen Zamorim F.B. África do Sul

Parceiros

eXTReMe Tracker